Área do Cliente

MEI está obrigado a declarar Imposto de Renda Pessoa Física 2020?

Claramente a vida de “pejota” nos deixa algumas dúvidas pois, nem tudo são flores nesse modelo de trabalho. Final do ano se aproximando e está na hora de se preocupar com a contabilidade.O famoso MEI (Microempreendedor Individual) tem, entre várias responsabilidades, a obrigatoriedade de declaração do DASN-SIMEI.

O DASN-SIMEI, que é a declaração Anual do Simples Nacional, é obrigatória para todas as pessoas que tem MEI, independente do rendimento tributável. Ou seja, se você faturou os 81 mil reais permitidos ou zero, precisa fazer a declaração.

Mas o “pejota” não responde apenas por pessoa jurídica, mas também responde pela pessoa física. Afinal, o CPNJ não anulou o CPF e suas responsabilidades. Por isso, declarar o DASN-SIMEI não substitui a declaração do IRPF.

Quem deve declarar IRPF?

Atualmente a Receita Federal obrigada a declaração para os seguintes casos:

  •     contribuintes que receberam ao longo de 2019, rendimentos tributáveis (salário, veículo e pensão alimentícia, por exemplo) que totalizaram mais de R$ 28.559,70.
  •     assalariados, aposentados ou pensionistas com renda mensal superior a R$ 1.903,98;
  •     contribuintes que tiveram rendimentos não tributáveis (seguro desemprego, vale transporte e indenização por roubo, por exemplo) acima de R$ 40.000,00;
  •     enquanto isso, para trabalhadores rurais é obrigatório fazer a declaração do imposto de renda, caso o rendimento anual bruto de renda rural tenha sido superior a R$ 128.308,50;
  •     contribuintes que investiram qualquer valor em ações em bolsa, criptomoedas ou similares;
  •     contribuintes com imóvel ou terrenos em suas posses, com valor superior a R$ 300 mil;
  •     trabalhadores que optarem pela isenção de imposto de renda 2019 sobre o valor da venda de imóveis, desde que esse valor seja usado para a compra de outro imóvel no Brasil em até 180 dias.

Então se você está entre esses critérios, precisa declarar IRPF. Mas se está na dúvida para saber se o que recebeu enquanto “pejota”, entra na parte de “rendimentos tributáveis que totalizam mais de R$ 28.559,70”, continue a leitura.
Como calcular rendimento tributável para MEI?

Basicamente o cálculo é:

Receita bruta anual R$ 50.000,00

Despesas do MEI R$ 8.000,00

Lucro evidenciado R$ 50.000,00 – R$ 8.000,00 = R$ 42.000,00

Parcela isenta R$ 50.0000,00 * 0,32 = 16.000,00

Rendimento tributável R$ 50.000,00 – 16.000,00 = 34.000,00

OBS: Neste caso, usamos o percentual de 32 para sabermos a parcela isenta, pois utilizamos percentuais de isenção baseado em um registro de MEI para serviços. O contribuinte deve atentar-se nessa informação para calcular.

Nesse exemplo o rendimento tributável fo ide R$ 34.000,00. Logo, é necessária a declaração de IRPF fora a do DASN-SIMEI.

Fonte: Jornal Contábil - 23/12/2019

Cotações e Índices

Moedas - 27/02/2020 10:26:02
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,469
  • 4,469
  • Paralelo
  • 4,380
  • 4,650
  • Turismo
  • 4,290
  • 4,650
  • Euro
  • 4,899
  • 4,901
  • Iene
  • 0,041
  • 0,041
  • Franco
  • 4,608
  • 4,612
  • Libra
  • 5,767
  • 5,772
  • Ouro
  • 232,000
  •  
Mensal - 03/12/2019
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • -0,05
  • 0,04
  • Ipc/Fipe
  • -
  • 0,16
  • Ipc/Fgv
  • -
  • -0,09
  • Igp-m/Fgv
  • -0,01
  • 0,68
  • Igp-di/Fgv
  • 0,50
  • 0,55
  • Selic
  • 0,46
  • 0,48
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

Saiba mais ...

Agendas Tributárias

  • 28/Fevereiro/2020
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral.
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável.
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos.
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física.
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal.
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut | Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB).
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias.
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie.
  • Contribuição Sindical - Autonomos e Profissionais Liberais.
  • Operações com criptoativos
  • Informe de Rendimentos Financeiros - PJ.
  • Comprovante de Rendimentos - Pessoas Físicas.
  • Comprovante Anual de Retenção do IRPJ/CSL/Cofins/PIS-Pasep.
  • Comprovante Anual de Retenção da CSL/ Cofins/PIS-Pasep.
  • IPI (DIF-Papel Imune).
  • Decred.
  • Dirf.
  • Dimob
  • e-Financeira.

Saiba mais ...

Rua Evaristo da Veiga, 35 Sala 1406
Centro - Rio de Janeiro - RJ  |  CEP: 20031 925

(21) 25323258 - (21) 25323911 - (21) 22203550

Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)