Área do Cliente

Gestão do Empreendedor: 2020 sonhos e planejamento de mãos dadas

Com a aproximação do Natal e do réveillon, muitos empreendedores brasileiros começam a desenhar ou já estabeleceram as metas de suas empresas para o ano que se inicia. Pode ser a contratação de um funcionário, o aumento do estoque, a expansão do espaço físico, enfim, sonhos que podem ser concretizados, mas que só se tornam medidas efetivas se implantadas no tempo certo e de acordo a realidade financeira do negócio.

No Brasil, segundo dados do Sebrae, as pequenas empresas são responsáveis por 60% dos empregos no País e são 98% do número de estabelecimentos produtivos em atividade. Essa abertura de novos negócios seguramente movimenta a economia e gera empregos. Os pequenos negócios foram o único segmento esse ano a gerar novos empregos, com carteira assinada nesse período – no comércio, foram criadas 32,5 mil novas vagas e, no setor de serviços, 22,8 mil postos de trabalho.

Mas, se empresas são abertas no Brasil, se o brasileiro é criativo e empenhado, por que o índice de sobrevivência das empresas é baixo e a inadimplência alta? No fim do primeiro semestre, o Brasil registrou 5,9 milhões de empresas com contas atrasadas e negativadas. E cerca de 25% dos novos negócios fecham antes de completar dois anos no mercado.

Não existe a fórmula mágica do sucesso, porém é certo que desenvolver habilidades para realizar a gestão financeira do próprio negócio é o que leva o empreendedor a trilhar o caminho para o sucesso. Fazer a gestão do próprio negócio ainda é um ponto a ser desenvolvido pelo empreendedor brasileiro.

Saber quanto dinheiro há no caixa é a prioridade, e a gestão do fluxo de caixa cumpre exatamente esse papel, além de registrar os recebimentos e as contas a pagar, e de documentar as movimentações da empresa, mesmo que sejam valores pequenos. Essa rotina torna possível uma visão geral e detalhada da saúde financeira atual da empresa e permite estimar, com base em análises assertivas, os próximos passos e investimentos.

É nesse cenário que surgem as soluções tecnológicas, como os sistemas de gestão on-line, que otimizam a vida do empreendedor, permitindo que ele tenha acesso a informações financeiras, sempre que for necessário. Planejar onde colocar o dinheiro da empresa, organizar promoções para esvaziar um produto que estava parado no estoque e reduzir despesas são apenas alguns dos exemplos dos benefícios que essa gestão pode gerar. Entender as etapas do ciclo operacional e financeiro do negócio é manter a saúde financeira acima de tudo.

Fonte: Jornal Contábil - 16/12/2019

Cotações e Índices

Moedas - 21/02/2020 16:08:41
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,392
  • 4,393
  • Paralelo
  • 4,330
  • 4,600
  • Turismo
  • 4,220
  • 4,570
  • Euro
  • 4,741
  • 4,744
  • Iene
  • 0,039
  • 0,039
  • Franco
  • 4,469
  • 4,472
  • Libra
  • 5,669
  • 5,673
  • Ouro
  • 228,110
  •  
Mensal - 03/12/2019
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • -0,05
  • 0,04
  • Ipc/Fipe
  • -
  • 0,16
  • Ipc/Fgv
  • -
  • -0,09
  • Igp-m/Fgv
  • -0,01
  • 0,68
  • Igp-di/Fgv
  • 0,50
  • 0,55
  • Selic
  • 0,46
  • 0,48
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

Saiba mais ...

Agendas Tributárias

  • 26/Fevereiro/2020
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.

Saiba mais ...

Rua Evaristo da Veiga, 35 Sala 1406
Centro - Rio de Janeiro - RJ  |  CEP: 20031 925

(21) 25323258 - (21) 25323911 - (21) 22203550

Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)